O modelo de dados RDF e o seu papel na descrição de recursos

RDF

O número 2 do volume 23 da revista Informação & Sociedade: Estudos traz o artigo O modelo de dados Resource Description Framework (RDF) e o seu papel na descrição de recursos, de Jaider Andrade Ferreira e Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos.

Considerando o modelo de dados Resource Description Framework – RDF como um modo de representação e de descrição de recursos que visa à interoperabilidade e o acesso à informação em ambientes digitais, objetiva-se apresentar tal modelo, sua origem e suas principais características. Tratando-se de uma pesquisa teórica e exploratória com finalidade descritiva, foi utilizada a revisão de literatura como meio de investigação bibliográfica. Pôde-se perceber a importância do RDF para a descrição de quaisquer recursos, sejam eles digitais ou não, bibliográficos ou não. O RDF oferece para as comunidades de descrição de recursos a possibilidade de definirem a semântica de seus metadados de maneira formal, ou seja, de determinarem o significado dos elementos de metadados conforme as suas necessidades específicas de descrição e de modo processável por máquinas. Utilizando-se da Extensible Markup Language – XML como sintaxe para o intercâmbio e o processamento de metadados, o RDF colabora positivamente para a interoperabilidade entre os vários sistemas de informação e de descrição existentes, contribuindo, desse modo, para a construção de mecanismos de busca mais integrados que permitirão a oferta de serviços mais especializados aos seus usuários.

O artigo completo está disponível em www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/15436.

Autor: Fabrício Assumpção

Bacharel em Biblioteconomia. Doutorando em Ciência da Informação na UNESP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *