RDA e a adaptação à mudança nos sistemas bibliográficos na Espanha

La norma RDA y la adaptación al cambio en los sistemas bibliográficos en España

O número 1 do volume 8 da Revista Ibero-americana de Ciência da Informação, recém publicado, trouxe o artigo La norma RDA (Recursos, Descripción y Acceso) y la adaptación al cambio en los sistemas bibliográficos en España, de autoria de Maria Osuna Alarcón.

Quando decorreu um ano da implementação da norma RDA e nos EUA, consideramos necessário a atualização do tema para entender o momento em que nos encontramos. Esta norma é uma grande mudança na catalogação de documentos e a recuperação de informação da biblioteca via web. Mediante o contato com os profissionais responsáveis de sua implantação constatamos que o sucesso de sua aplicação na Espanha depende de como se comporta a mudança. Para isso é imprescindível a coordenação entre os diferentes grupos de bibliotecas espanholas. A coordenação para sua implantação passa em primeiro lugar pela criação de um consórcio de gestão do investimento que seria um elemento essencial para obter resultados imediatos. O sucesso seria mais ou menos visível, custoso e rápido de pendendo da coordenação em sua implementação. A chave está em como ocorre a inovação pelo Sistema Integrado de Gestão Bibliotecaria. A adaptação dos atuais sistemas pode gerar um custo importante para os orçamentos de nossas bibliotecas. Muitas bibliotecas preferirão mudar de sistema, outras terão que assumir os novos custos das atualizações, etc. A realidade é que uma posição forte e unida por parte dos usuários potenciais permitirá poupar na mudança de modelo tecnológico.

O artigo completo está disponível em: http://periodicos.unb.br/index.php/RICI/article/view/15094

Autor: Fabrício Assumpção

Bacharel em Biblioteconomia. Doutorando em Ciência da Informação na UNESP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *