Artigo: RDA, el nuevo código de catalogación: cambios y desafíos para su aplicación

A Revista Española de Documentación Científica publicou em seu volume o artigo “RDA, el nuevo código de catalogación: cambios y desafíos para su aplicación” das autoras Paola Picco e Virginia Ortiz Repiso.

“Se estudia el nuevo código de catalogación Descripción y Acceso a los Recursos (RDA) y su adecuación a la situación tecnológica de la actualidad. Se analiza la forma en que se originó, qué representa y qué puede significar para la catalogación y para el desarrollo de los catálogos. Se hace un breve recorrido por la situación del control bibliográfico y su relación con la tecnología para continuar con los antecedentes que le dan origen al nuevo código. Asimismo se estudian sus características, los cambios que propone y qué beneficios aporta el hecho de estar basado en el modelo FRBR. Se muestran sus implementaciones en la comunidad internacional. Y, por último, se destacan los aciertos y los desafíos que supone y las dudas más relevantes que suscita. Se realiza una amplia revisión bibliográfica que ha permitido identificar los aspectos más importantes de este cambio de normalización catalográfica así como sus aciertos e inconvenientes. Asimismo se lleva a cabo un análisis minucioso de los Requisito Funcionales para Registros Bibliográficos (FRBR), de los Requisitos Funcionales para los Datos de Autoridad (FRAD) y de las instrucciones del nuevo código los que ha permitido detectar las conexiones que existen entre ellos.”

Confira o artigo na íntegra.

Quer saber mais sobre o RDA? Consulte RDA: Bibliografia Brasileira.

Anais do VII Encuentro de Catalogadores

Estão disponíveis no site da Biblioteca Nacional da Argentina os anais do VII Encuentro Internacional e no III Nacional de Catalogadores “Estándares y procedimientos para la organización de la información”, realizados em Buenos Aires nos dias 23, 24 e 25 de novembro de 2011.

As temáticas dos trabalhos apresentados durante o evento são:

  • Normas de catalogação (AACR2, RDA, ISBD)
  • Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos (FRBR)
  • Formato MARC 21
  • Metadados
  • Controle de autoridade de nomes e de assuntos
  • Vocabulários controlados
  • Cooperação em catalogação
  • Formação de catalogadores

Os textos e os slides dos trabalhos podem ser conferidos no endereço http://www.bn.gov.ar/vii-encuentro-de-catalogadores.

(Sugestão da Zaira Regina Zafalon por meio da lista de discussão do Grupo de Estudos e Pesquisas em Catalogação.)

Artigo: Conceituação e aplicação do novo padrão para descrição bibliográfica Resource Description and Access (RDA)

A revista CRB-8 Digital publicou em seu volume 5 de janeiro de 2012 o artigo “Conceituação e aplicação do novo padrão para descrição bibliográfica Resource Description and Access (RDA)” das autoras Eliana Barboza de Oliveira Silva, Liliana Giusti Serra, Norma Cianflone Cassares e Maria Cristina Palhares Valencia.

“Ao longo do tempo as regras de padronização e bases fundamentais da catalogação vêm sofrendo mudanças e atualizações para atender às transformações tecnológicas da informação e comunicação, como também suportar o surgimento de novas mídias e variados suportes da informação. É nesse momento que nasce a RDA, com o anseio de ser um novo padrão para atender aos novos desafios. Por meio de pesquisa teórica é realizada uma análise sobre a RDA, tratando de seus objetivos, sua nova estrutura baseada nas entidades do modelo FRBR, as similaridades com as AACR2, as mudanças no MARC para comportar as informações bibliográficas propostas pela RDA e o teste norte-americano para avaliar sua implantação, além dos desafios que a comunidade biblioteconômica terá até a implantação prevista para janeiro de 2013.”

Confira o artigo na íntegra.

Atualização (09/01/2017): a revista não está disponível online. Clique aqui para baixar uma cópia do artigo.

Quer saber mais sobre o RDA? Consulte RDA: Bibliografia Brasileira.

Receba os novos posts por e-mail

Bibliografia RDA

Faz um tempo que estou reunindo algumas referências e links nacionais sobre o padrão RDA. Disponibilizo aqui essas referências e links na forma de uma bibliografia.

Por mais que o título inclua “Bibliografia”, o rigor de uma bibliografia não é seguido aqui. A principal preocupação é reunir informações básicas para permitir o acesso aos documentos.

Espero manter essa bibliografia sempre atualizada, de modo que possa contribuir para os estudos nacionais sobre o RDA. Para isso, peço que, caso alguém tenha informações sobre documentos não listados aqui deixe um comentário ao final da postagem ou escreva para assumpcao.f@gmail.com.

Resource Description and Access (RDA):

Bibliografia Brasileira

Livros

OLIVER, Chris. Introdução à RDA: um guia básico. Brasília: Briquet de Lemos / Livros, 2011. ISBN 978-85-85637-45-3

SANTOS, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa; CORRÊA, Rosa Maria Rodrigues. Catalogação: trajetória para um código internacional. Niterói: Intertexto, 2009. ISBN: 978-85-87258-76-2

Artigos

PICCO, Paola. El objeto de la catalogación en el marco de las RDA. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, v. 14, n. 28, p. 150-162, 2009.

SILVA, Eliana Barboza de Oliveira et al. Conceituação e aplicação do novo padrão para descrição bibliográfica Resource Description and Access (RDA). CRB-8 Digital, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 113-123, jan. 2012.

Dissertações

CORRÊA, Rosa Maria Rodrigues. Catalogação descritiva no século XXI: um estudo sobre o RDA. 2008. 65f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2008.

Resumos expandidos publicados em anais de eventos

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva; SANTOS, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa.Resource Description and Access (RDA): objetivos, características e desenvolvimento do novo padrão para a descrição de recursos e acesso. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNESP, 21., 2009, São José do Rio Preto. Trabalhos… São Paulo: CGB/PROPe UNESP, 2009. p. 2417-2420.

LEHMUKUHL, Karyn Munyk; PINHEIRO, Liliane Vieira; MACHADO, Raquel Bernadete. Possibilidades e desafios para a catalogação em bibliotecas: a aplicação da nova norma para descrição e acesso de recursos (RDA). In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 12., 2012, Gramado.

SALTA, Gerardo. RDA, Descripción y Acceso al Recurso: bases, estructura e implementación. In: ENCONTRO NACIONAL DE CATALOGADORES, 1., 2012, Rio de Janeiro. Trabalhos… Rio de Janeiro: GEPCAT, 2012.

Postagens em blogs e sites

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva. Bibliografia RDA.

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva. Minicurso “Introdução ao RDA”.

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva. Minicurso “Introdução ao RDA”: módulos 3, 4, 5 e 6.

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva. Mudanças para as instruções do AACR2.

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva. Sumário do RDA.

CUNHA, Murilo Bastos da. RDA: um novo paradigma na catalogação.

MODESTO, Fernando. No Brasil, o teste da RDA será pelo ENEM.

MODESTO, Fernando. O AACR2 não dá, mas o RDA dará vitaminação ao catalogador.

MODESTO, Fernando. O divórcio do catalogador: AACR2 ou RDA.

MODESTO, Fernando. O formato da RDA reformata a formatação do formato bibliográfico e a reforma do catalogador não reformado.

MODESTO, Fernando. Pondo Panizzi quente na discussão do novo código.

RODRIGUES, Marcia Carvalho. Decisão das bibliotecas norte-americanas sobre a implementação da RDA.

RODRIGUES, Marcia Carvalho. Diferenças entre AACR2 e RDA: exemplos.

VOTTO, Marcelo. Desmistificando o RDA.

VOTTO, Marcelo. MARC Update No. 13 (September 2011).

VOTTO, Marcelo. RDA Toolkit.

Slides

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva. Introdução ao FRBR e ao RDA.

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva. Introdução ao RDA: módulo 1, 2, 3, 4, 5 e 6.

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva. ResourceDescription and Access (RDA).

ASSUMPÇÃO, Fabrício Silva; SANTOS, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa. Resource Description and Access (RDA): objetivos, características e desenvolvimento.

MODESTO, Fernando. Diferenças entre AACR2 e RDA: exemplos.

MODESTO, Fernando. RDA: impactos para usuários e profissionais da informação.

Outros

Entrevista com os palestrantes do Fórum Tecnologia digital e registros informacionais: novos conceitos e padrões de entrada de dados e suas perspectivas para o tratamento e acesso à informação.

Virtual International Authority File (VIAF)

O Virtual International Authority File (VIAF) (Arquivo de Autoridade Internacional Virtual ou Base Virtual Internacional de Autoridade) é um projeto conjunto de várias instituições implementado pela OCLC.

O objetivo do VIAF é reduzir o custo e aumentar a utilidade dos arquivos de autoridade por meio da correspondência e vinculação de registros de autoridade e da disponibilização destes na Web.

O VIAF, que iniciou apenas com pontos de acesso para pessoas, cobre hoje também entidades coletivas, obras e expressões, totalizando quase 20 milhões de registros de autoridade de 24 fontes [1]. A quantidade de registros, aliada a facilidade de consulta, torna o VIAF uma fonte de informação muito útil para catalogadores.

Algumas das instituições que participam do projeto:

National Library of Australia
Library and Archives Canada
Bibliotheca Alexandrina (Egypt)
Bibliothèque nationale de France
Deutsche Nationalbibliothek
Biblioteca Nacional de Portugal
Biblioteca Nacional de España
Library of Congress/NACO

Mais informações sobre o VIAF podem ser obtidas na página do próprio projeto, na página sobre o projeto ou nos registros da webinar recentemente realizada pela OCLC.