RDA nas bibliotecas da América Latina

A revista Palabra clave publicou em seu volume 6, número 2, um dossiê sobre a implantação do RDA em bibliotecas da Américana Latina. O dossiê reúne quatro artigos:

Introducción: retos de la implementación de RDA en las bibliotecas de América Latina, de Filiberto Felipe Martínez Arellano

Implementación de las RDA en Chile: pasado, presente y futuro, de Angela Quiroz Ubierna

Prueba piloto de implementación del estándar de catalogación RDA en Colombia, de Fabio Ernesto Tuso González

Implementación de las RDA en la Universidad Nacional Autónoma de México, de Filiberto Felipe Martínez Arellano, Evelia Santana Chavarría e Patricia de la Rosa Valgañon

Receba os novos posts por e-mail

Aspectos da Catalogação e do RDA: contribuições teóricas da literatura nacional e internacional

Aspectos da Catalogação e do RDA: contribuições teóricas da literatura nacional e internacional

A revista Encontros Bibli publicou em seu volume 22, número 49, o artigo Aspectos da Catalogação e do RDA: contribuições teóricas da literatura nacional e internacional, de autoria de Raquel Bernadete Machado e Ana Maria Pereira.

Este artigo apresenta os aspectos da catalogação e do Resource Description and Access (RDA) e suas contribuições teóricas sobre as novas diretrizes para a catalogação de recursos informacionais, que tem seu foco voltado para o ambiente digital. Apresenta o atual panorama de discussões teóricas ocorridas no período de 2010 a 2014 entre os especialistas da área. Analisa a literatura nacional e a internacional no que tange à catalogação e temas correlatos, incluindo-se o RDA. A pesquisa configura-se como bibliográfica, do tipo levantamento. Os dados foram analisados por categorização, por meio da leitura e análise dos resumos e das palavras-chaves de artigos. Os resultados da busca nacional e internacional apresentaram temas semelhantes. Foram reunidos em nove grupos distintos: capacitação; catálogos; controle de autoridades; implementações; modelos conceituais; RDA; tecnologia; tratamento descritivo de recursos; e tratamento temático de recursos. Identificou-se que em algumas temáticas, as publicações brasileiras sobressaem como, por exemplo, acerca dos modelos conceituais e do tratamento descritivo, embora com relação ao tema RDA, a produção internacional tem maior destaque.

O artigo completo está disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2017v22n49p89

Receba os novos posts por e-mail

O catálogo da biblioteca e o linked data

O catálogo da biblioteca e o Linked Data

A revista Em Questão, em seu volume 23, número 2, publicou o artigo O catálogo da biblioteca e o linked data, de autoria de Liliana Giusti Serra e José Eduardo Santarém Segundo.

O artigo discorre sobre as possibilidades de aplicação de conceitos da web semântica no catálogo, por meio da aplicação de linked data, favorecendo a troca de informações de forma dinâmica, legível por pessoas e máquinas, com dados estruturados e conectados. Para tanto, trata-se de pesquisa exploratória realizada por meio de levantamento bibliográfico, com seleção de textos que discorrem sobre os catálogos, partindo dos objetivos enunciados por Cutter até a disponibilização dos mesmos na Web; e identificação da web semântica e linked data. O formato MARC é apresentado como elemento que iniciou a descrição em formato legível por máquinas e permitiu o intercâmbio de registros bibliográficos, mostrando-se, contudo, incapaz de satisfazer as necessidades descritivas atuais. A web semântica é apresentada, partindo dos componentes de metadados exemplificados por ferramentas e modelo de dados até o linked data. O RDF é apresentado como um modelo de dados que permite a construção da estrutura necessária para a ligação de dados na Web, proporcionando flexibilidade na escolha dos elementos descritivos que são utilizados com recursos bibliográficos. Foram identificadas iniciativas de utilização de linked data em bibliotecas, como a estruturação de vocabulários e nomes de pessoas, identificando resultados em seu emprego. O texto finaliza com a identificação de ganhos oriundos do uso de linked data nos catálogos das bibliotecas e a necessidade de publicação de dados abertos e interoperáveis pelas instituições, ampliando as possibilidades de novas ligações de dados.

O artigo completo está disponível em: http://dx.doi.org/10.19132/1808-5245232.167-185

Receba os novos posts por e-mail

RDA aplicado em teses e dissertações em literatura e cinema

Análise do padrão RDA: um estudo aplicado em teses e dissertações em literatura e cinema

A Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação (RDBCI) publicou em seu volume 15, número 1, de 2017, o artigo Análise do padrão RDA: um estudo aplicado em teses e dissertações em literatura e cinema de autoria de Raquel Bernadete Machado e Ana Maria Pereira.

O Resource Description and Access (RDA) é a nova diretriz para a catalogação desenvolvida para substituir o Código de Catalogação Anglo-Americano, segunda edição (AACR2), com a finalidade de melhorar a recuperação da informação. Nesse sentido, a presente pesquisa objetiva analisar como os registros bibliográficos de teses e dissertações das áreas de literatura e cinema serão modificados com os padrões do código RDA. A pesquisa caracteriza-se como qualitativa aplicada de caráter exploratório e descritivo, e utiliza como método o estudo de caso. Os resultados do estudo apontaram que a descrição bibliográfica apresenta modificações significativas correspondentes ao formato, conteúdo e mídia de um recurso. Com base na análise dos registros e dos resultados obtidos, pode-se concluir que o catalogador precisa despender mais atenção, conhecimento e tempo na sua prática, o que sugere a esse profissional a necessidade de educação continuada.

O artigo está disponível em: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8645396

Receba os novos posts por e-mail

BIBFRAME: modelo de dados interligados para bibliotecas

BIBFRAME: modelo de dados interligados para bibliotecas

A revista Informação & Informação publicou em seu volume 21, número 2, de 2016, o artigo BIBFRAME: modelo de dados interligados para bibliotecas, de autoria de Rogério Aparecido Sá Ramalho.

Introdução: O desenvolvimento tecnológico da última década tem proporcionado novos instrumentos de modelagem, representação e organização de recursos informacionais nas mais diversas áreas do conhecimento. No campo da Ciência da Informação destaca-se o Bibliographic Framework (BIBFRAME) como um novo modelo de dados que possibilita a descrição formal dos relacionamentos entre os recursos. Este modelo está relacionado com as tendências de pesquisa envolvendo Linked Data; Data Science; Publicação Ampliada e Web Semântica.

Objetivo: Fornecer subsídios teóricos que contribuam para uma melhor compreensão do modelo de dados BIBFRAME, descrever seus elementos e apresentar uma discussão sobre os principais desafios e perspectivas de uso deste novo modelo de dados em bibliotecas.

Metodologia: Pesquisa exploratória e descritiva, com abordagem teórica.

Resultados: Foram apresentadas as principais tecnologias, elementos conceituais e características do modelo BIBFRAME e relatados os desafios e perspectivas de uso deste novo modelo de dados em bibliotecas.

Conclusões: O modelo BIBFRAME contribui para uma mudança de paradigma em relação à forma como encaramos os processos de controle, troca e compartilhamento de recursos informacionais, fornecendo um impulso para o reposicionamento das bibliotecas no cenário contemporâneo, a fim de fortalecer atividades relacionada à identificação e formalização dos relacionamentos entre recursos disponíveis na Web.

O artigo completo está disponível em: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2016v21n2p292

Receba os novos posts por e-mail