Estudo evolutivo dos modelos conceituais

A revista Encontros Bibli publicou em seu volume 22, número 50, o artigo A representação descritiva nas perspectivas do século XXI: um estudo evolutivo dos modelos conceituais, de autoria de Elisângela Cristina Aganette, Livia Marangon Duffles Teixeira e Karina de Jesus Pinto Aganette.

A representação descritiva, ou catalogação, é vista como um processo de decisão multidimensional que estrutura e padroniza os diferentes aspectos de um item informacional, tornando-o único e passível de recuperação e uso. O presente artigo cujo objetivo principal consiste em analisar alguns modelos conceituais e sua evolução no que tange à representação da informação enfatiza o estudo da representação descritiva. Apresenta ainda suas características ao lidar com propostas e tendências atuais do século XXI, evidenciando a importância de cada modelo conceitual e suas possibilidades da integração em ambientes virtuais. Busca-se levantar e analisar os principais modelos conceituais utilizados pela Biblioteconomia e Ciência da Informação. Os resultados obtidos permitirão uma visão ampla a respeito da evolução dos modelos conceituais e uma compreensão da representação descritiva no atual contexto das tecnologias em rede, que se apresenta ágil, simples e constantemente atualizável. Outras contribuições podem ser identificadas, como melhorar o entendimento da área de representação descritiva, suas relações e modelos além de fornecer subsídios para auxiliar o Cientista da Informação na representação da realidade.

O artigo completo está disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2017v22n50p176

FRSAD: entidades, atributos e relacionamentos

Requisitos Funcionais para Dados de Autoridade Assunto (FRSAD)

O volume 12, número 2 da Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação trouxe o artigo Requisitos Funcionais para Dados de Autoridade Assunto (FRSAD): entidades, atributos e relacionamentos, de autoria de Maria Antônia Fonseca Melo e Marisa Bräscher.

Apresenta o modelo conceitual Requisitos Funcionais para Dados de Autoridade Assunto – FRSAD, que ora se apresenta como tendência para a descrição de assunto. Discute o conceito e os relacionamentos semânticos no contexto da organização e representação da informação. Analisa o FRSAD quanto aos seus objetivos e estrutura e discorre, mais especificamente, sobre como esse modelo trata o conceito (thema) e os relacionamentos semânticos (thema-to-thema). Conclui que o FRSAD amplia o escopo de possibilidades de representação temática de uma obra, ao considerar como assunto as dez entidades do modelo Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos – FRBR. O modelo FRSAD não faz recomendações específicas aos relacionamentos entre conceitos, pois seu objetivo é permitir o tratamento de atributos e relacionamentos de maneira independente de qualquer implementação.

Reunião do Gepcat no CBBD

XXV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação (CBBD)

Como mencionado em um post anterior, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Catalogação (GEPCAT) realizará uma reunião durante o XXV CBBD. Segue o programa da reunião que será realizada na manhã de 8 de julho.

Programa

09:30h Abertura, por Profa. Dra. Zaira Regina Zafalon
Apresentação dos objetivos do Gepcat
Informes sobre eventos
Informes sobre o desenvolvimento das atividades da pauta

09:45h RDF como modelo de descrição no contexto biblioteconômico, por Prof.ª Dra. Maria Elisabete Catarino

10:00h Reutilização de dados catalográficos: um olhar sobre o uso estratégico das tecnologias de informática na catalogação descritiva, por Fabrício Silva Assumpção

10:15h FRAD: contexto e conceitos, por Denise Mancera Salgado

10:30h RDA e ISBD Consolidada, por Prof. Dr. José Fernando Modesto da Silva

10:45h Ensino da Catalogação com o RDA e suas inovações na área de Biblioteconomia,
por Profa. Dra. Ana Maria Pereira

11:00h O uso do RDA no catálogo de autoridades da UCS, por Marcelo Votto Teixeira

11:15h Catalogação e RDA: questões observadas no congresso da American Library
Association, por Liliana Giusti Serra

11:30h Discussões e encaminhamentos quanto aos estudos e pesquisas

12:30h Encerramento