O MARC 21 e um polígono de N lados

Apenas reflexões…

O MARC 21 é ensinado nos cursos de Biblioteconomia porque os softwares das bibliotecas o utilizam?
Os softwares utilizam o MARC 21 porque as bibliotecas requerem?
As bibliotecas requerem o MARC 21 porque seus bibliotecários aprenderam sobre ele?
Os programas de catalogação cooperativa utilizam o MARC 21 porque ele é utilizado pelas bibliotecas?
O MARC 21 é ensinado porque é utilizado nos programas de catalogação cooperativa?
Os softwares utilizam o MARC 21 porque ele é ensinado nos cursos?

Os cursos continuam ensinando só o MARC 21 porque não vêm o uso de outros formatos?
Os softwares continuam utilizando só o MARC 21 porque os bibliotecários não requerem outros formatos?
Os bibliotecários continuam requerendo só o MARC 21 porque não conhecem outros formatos?
Os bibliotecários continuam conhecendo só o MARC 21 porque não aprenderam sobre outros formatos?
Os programas de catalogação cooperativa continuam utilizando só o MARC 21 porque os bibliotecários não conhecem outros formatos?

E se os cursos ensinassem outros formatos (Metadata Object Description Standard (MODS), Metadata Authority Description Schema (MADS), etc.)?
Os bibliotecários requereriam outros formatos porque aprenderam sobre eles?
Os softwares utilizariam outros formatos porque os bibliotecários requisitaram?
Os programas de catalogação cooperativa utilizariam outros formatos porque os bibliotecários aprenderam sobre eles?

OU

E se os softwares utilizassem outros formatos (MODS, MADS, etc.)?
Os cursos ensinariam outros formatos porque os veriam em uso?
Os bibliotecários conheceriam outros formatos porque aprenderam sobre eles?
Os programas de catalogação cooperativa utilizariam outros formatos porque os bibliotecários aprenderam sobre eles?

OU

E se os bibliotecários buscassem saber sobre outros formatos?

O que o bibliotecário sabe sobre softwares, catalogação cooperativa e MARC 21?
O que o software sabe sobre o catalogador, a catalogação cooperativa e o MARC 21?
O que sabemos sobre os outros formatos? Penso que a mudança deve começar principalmente em dois lados desse polígono de N lados: do lado softwares/sistemas de bibliotecas e do lado das pesquisas e ensino de Catalogação.

Artigo: Cataloging Then, Now, and Tomorrow

Cataloging - Tag cloud

Foi publicado na American Libraries o artigo Cataloging Then, Now, and Tomorrow (“Catalogação ontem, hoje e amanhã” em uma tradução livre) de Elise (Yi-Ling) Wong.

Em seu artigo, além de contar algumas de suas experiências profissionais, a autora apresenta uma visão bastante instigante sobre o futuro da catalogação – não das regras ou dos formatos, mas sim da atuação do catalogador. Seguem algumas das colocações da autora:

“Catalogação não é mais conhecer cada ficha do catálogo ou apenas dar um toque individual para cada registro que importamos para o sistema de gerenciamento de bibliotecas. Hoje, os catalogadores necessitam conhecer os vários truques de manipulação de registros em lote sem ter que editá-los um a um.”

“Resumindo, há mais em ser um catalogador do que “apenas” ser um interprete de regras de catalogação (seja AACR2 ou RDA) ou um expert em vários formatos de recursos. Catalogadores não vivem mais em um mundo isolado. Estamos orgulhosos por sermos os gestores dos recursos informacionais e dos sistemas de gerenciamento de bibliotecas, mas somos – e devemos ser – capazes de mais.”

Anais do VII Encuentro de Catalogadores

Estão disponíveis no site da Biblioteca Nacional da Argentina os anais do VII Encuentro Internacional e no III Nacional de Catalogadores “Estándares y procedimientos para la organización de la información”, realizados em Buenos Aires nos dias 23, 24 e 25 de novembro de 2011.

As temáticas dos trabalhos apresentados durante o evento são:

  • Normas de catalogação (AACR2, RDA, ISBD)
  • Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos (FRBR)
  • Formato MARC 21
  • Metadados
  • Controle de autoridade de nomes e de assuntos
  • Vocabulários controlados
  • Cooperação em catalogação
  • Formação de catalogadores

Os textos e os slides dos trabalhos podem ser conferidos no endereço http://www.bn.gov.ar/vii-encuentro-de-catalogadores.

(Sugestão da Zaira Regina Zafalon por meio da lista de discussão do Grupo de Estudos e Pesquisas em Catalogação.)