Catalogação de livros em braille

Catalogação de livros em Braille

A revista Informação & Sociedade: Estudos publicou em seu volume 27, número 2, o artigo A representação do livro em braille em Catálogos em Linha de Acesso Público de bibliotecas, de autoria de Felipe José Lêdo e Naira Christofoletti Silveira.

Este artigo analisa como ocorre a representação, com foco na Representação Descritiva, do livro em braille em Catálogos em Linha de Acesso Público – OPACs de três bibliotecas brasileiras, tencionando trazer à tona reflexões e discussões que circunscrevem a representação enquanto fator imprescindível para que os usuários deficientes visuais possam acessar e compreender os registros bibliográficos de livros em braille disponíveis em uma biblioteca. Para tanto, recorreu-se às pesquisas bibliográfica, documental e empírica. Na vertente empírica desta pesquisa, examinou-se os OPACs e os registros bibliográficos de livro em braille disponíveis em três bibliotecas brasileiras de caráter público, relacionando-os com os documentos normativos vigentes que norteiam a Representação Descritiva. Embora o foco da pesquisa tenha sido a Representação Descritiva, teceu-se uma breve crítica acerca da Representação Temática. Explicita os resultados da pesquisa, assim como arrola algumas recomendações para a confecção de OPACs e de registros bibliográficos mais responsivos aos usuários deficientes visuais.

O artigo completo está disponível em: http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/33314

Receba os novos posts por e-mail

O código RDA e a iniciativa BIBFRAME

O código RDA e a iniciativa BIBFRAME

A revista Em Questão publicou em seu volume 23, número 3, o artigo O código RDA e a iniciativa BIBFRAME: tendências da representação da informação no domínio bibliográfico, de autoria de Luciana Candida da Silva, José Eduardo Santarem Segundo, Zaira Regina Zafalon e Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos.

São apresentados o código de catalogação RDA e a iniciativa BIBFRAME à luz dos princípios gerais da catalogação. Para tanto, realizou-se uma pesquisa bibliográfica descritiva sobre os princípios gerais da catalogação, em que foram destacados os mais importantes teóricos e os principais fatos que influenciaram o desenvolvimento dos princípios da catalogação e do código RDA, bem como da iniciativa BIBFRAME. Descreve-se o código RDA a partir de sua proposta, características e desenvolvimento, sua utilização com o Formato MARC 21 e faz-se uma comparação entre os códigos RDA e AACR2r. Em seguida, a iniciativa BIBFRAME é descrita em seus dois segmentos: modelo e vocabulário. Por fim, acredita-se que as iniciativas RDA e BIBFRAME serão assumidas ao longo do tempo como base para a descrição de recursos no ambiente web.

O artigo completo está disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/69549

Receba os novos posts por e-mail

Biblioteca Nacional no VIAF

Biblioteca Nacional no VIAF

A Biblioteca Nacional (do Brasil) (BN) passa a ser uma das participantes do Virtual International Authority File (VIAF). No momento, o envio dos dados da BN está em fase de testes.

A BN será a segunda biblioteca da América do Sul a fazer parte do VIAF, a primeira é a Biblioteca Nacional do Chile. E terceira da América Latina, já que a do México também já participa da iniciativa.

Instituições participantes do VIAF. Dados de 18 de agosto de 2017.

Confira mais sobre o VIAF em: viaf.org.

Fonte: CRB 9. Região.

Receba os novos posts por e-mail

Trabalhos apresentados no I EnReDo

I EnReDo - Encontro de Representação Documental

Nos dias 20 e 21 de junho aconteceu na UFSCar o I Encontro de Representação Documental (EnReDo). Os trabalhos apresentados no evento já estão disponível em texto completo:

A busca da linguagem ideal e seu reflexo nas ações de representação documental / Luciana de Souza Gracioso

Análisis bibliográfico de la producción española en SOC durante la década 2007-2016: Estado de la cuestión y tendencias / José Antonio Moreiro-González

A representação da informação na cultura dos cordéis / Maria Elizabeth Baltar Carneiro de Albuquerque, Izabel França de Lima, Bernardina Maria Juvenal Freire de Oliveira, Eveline Filgueiras Gonçalves, Fabiana da Silva França, Sale Mário Gaudêncio, Maria Antonia de Sousa

A representação documental como um encontro de representações / Rodrigo de Sales

Aspectos terminológicos da Ciência da Informação: a função documentária em jogo / Cristina Dotta Ortega

Avaliação do processo de construção de microtesauros / Fabio Assis Pinho

Desafios para a representação documental no âmbito da Web Semântica / Claudio Jose Silva Ribeiro

Família FR, BIBFRAME e Linked Data: integração de dados bibliográficos / Ana Carolina Simionato

Instrumentos de representação documental: breve abordagem / Ana Maria Pereira

Instrumentos do fazer arquivístico / Paula Regina Ventura Amorim Gonçalez, Brígida Maria Nogueira Cervantes

Ontologias como instrumento de representação: reflexões interdisciplinares / Rogério A. Sá Ramalho

Ontologias na Representação e na Recuperação de Informação / Edberto Ferneda

Reflexões sobre a representação no ciclo de vida dos dados / Ricardo Cesar Gonçalves Sant’Ana

Representação da informação por assunto: do Curso de Bibliotecário Arquivista à Licenciatura, Mestrado e Doutoramento em Ciência da Informação da Universidade de Coimbra / Maria da Graça de Melo Simões

Representação documental no comportamento de ambientes informacionais / Plácida L. Amorim da Costa Santos

Representação documental: das aproximações linguístico-semiológicas a uma semiótica polifônica / Carlos Candido de Almeida

Tecnologias aplicadas à representação documental: um estudo da produção científica nos eventos ISKO-Brasil e ENANCIB / Fabiano Ferreira de Castro

Um diálogo sobre os instrumentos de Representação Descritiva / Naira Christofoletti Silveira

 

 

 

 

 

 

O VIAF e a agregação de valores por metadados de autoridade

O VIAF e a agregação de valores por metadados de autoridade

A Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação (RDBCI) publicou em seu volume 15, número 3, de 2017, o artigo O Virtual International Authority File – VIAF e a agregação de valores por metadados de autoridade, de autoria de Luiza de Menezes Romanetto, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos e Rachel Cristina Vesú Alves.

O Virtual International Authority File (VIAF) é um consórcio de cooperação internacional oferecido pela, por meio do qual tem sido estabelecida a cooperação entre agências e bibliotecas nacionais em diversas localidades do mundo, na agregação de valores e disponibilização de arquivos de autoridade em Linked Open Data. O consórcio foi idealizado a partir de fundamentos, conceitos e tecnologias estabelecidos na catalogação que, diante de limitações tecnológicas, têm sido convertidos a partir das recomendações do World Wide Web Consortium para a publicação de dados vinculados, o que proporciona infraestrutura para o intercâmbio e compartilhamento de dados de autoridade na Web de dados, além da construção de vocabulários de valor de alto nível. Este estudo tem por objetivo apresentar e descrever os fundamentos, conceitos e tecnologias envolvidas no desenvolvimento do VIAF. O estudo, realizado por meio de pesquisa bibliográfica e documental, apresenta como resultados a relação entre os conceitos de controle de autoridade, controle de bibliográfico, Linked Data, entre outros, com a infraestrutura estabelecida no VIAF, assim como a contribuição do consórcio na unificação de variações nacionais nas descrições de valor, por meio da formação de cluster que proporciona controle terminológico de valores que contemplam diversidade linguística e cultural. Conclui-se que o VIAF representa uma iniciativa democrática de cooperação a nível internacional e que pode ser utilizado tanto como uma fonte confiável de arquivos de autoridade para instituições bibliotecárias, quanto para as comunidades da Web de dados.

O artigo está disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8647488

Receba os novos posts por e-mail