Os desafios do ensino de RDA: relato de experiência de ensino na UFMG

A Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação publicou em seu volume 7, número 2, de 2020, o artigo Os desafios do ensino de RDA em cursos de Biblioteconomia: relato de experiência de ensino na UFMG, de autoria de Cíntia de Azevedo Lourenço, Célia da Consolação Dias, Gercina Ângela de Lima, Benildes M. S. Maculan e Elisangela Cristina Aganette.

A adoção da norma RDA pelas bibliotecas brasileiras é uma realidade que demanda por reflexões e por compartilhamento das experiências. Nesse sentido o ensino da RDA nos cursos de Biblioteconomia é uma prioridade para preparar os futuros profissionais para essa transição e para a sua implementação, mas também se apresenta como um desafio. Nesse trabalho, será relatada a experiência do curso de Biblioteconomia de uma universidade brasileira na oferta de uma disciplina de introdução à RDA, planejada e implementada a partir das propostas presentes no manual para ensino de RDA de Margaret Mering, publicado em língua inglesa. O objetivo é compartilhar a experiência docente, os resultados obtidos e as dificuldades encontradas. Os pontos positivos do manual, as dificuldades de adequação da tradução, as atividades mais interessantes e desafiadoras e a metodologia serão destacadas. As considerações finais destacam as limitações identificadas neste estudo e faz a proposta de reflexões acerca da implementação da RDA. Além disso, será demonstrado também que, para o ensino, a assinatura não será uma obrigatoriedade, o que desonera os cursos de Biblioteconomia desse investimento.

O artigo está disponível em: https://doi.org/10.24208/rebecin.v7i2.203


Receba os novos posts por e-mail

RDA: perspectivas teóricas e práticas no Brasil

Recentemente, foi publicado pela Editora da UDESC o e-book RDA: Perspectivas teóricas e práticas no Brasil, que reúne textos dos palestrantes do I Encontro de RDA no Brasil, realizado em Florianópolis, de 16 a 18 de abril de 2019.

Sumário:

Apresentação / Fabrício Silva Assumpção, Ana Maria Pereira, Marcelo Votto Texeira

Entrevista de abertura / Antonia Motta de Castro Memória Ribeiro

RDA no Brasil e a Tradição da Catalogação Brasileira / José Fernando Modesto da Silva

Repensando questões políticas e tecnológicas em tempos de RDA / Fabrício Silva Assumpção

A construção de registros de autoridade e o mapeamento das tarefas do usuário: um estudo da norma RDA / Denise Mancera Salgado

Implementação do Bibframe 2.0 em OPACs: perspectivas e desafios / Priscilla Lüdtke Espíndola, Ana Maria Pereira

Tecnologias e os novos rumos da Catalogação / Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos

O e-book está disponível em:

Confira também os Anais do I Encontro de RDA no Brasil: https://rdanobrasil.org


Receba os novos posts por e-mail

Catalogação com o RDA: relato de experiência da Biblioteca Central da PUCRS

A Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina publicou em seu volume 25, número 3, de 2020, o relato Catalogação com Resource Description and Access (RDA): relato de experiência na biblioteca central Irmão José Otão (PUCRS), de autoria de Clarissa Jesinska Selbach, Anamaria Ferreira, Lucas Martins Kern e Loiva Duarte Novak.

A Biblioteca Central Irmão José Otão da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande Do Sul (PUCRS) implantou o conjunto de diretrizes e instruções do Resource Description and Access (RDA) na catalogação do acervo bibliográfico e no controle de autoridades em 2016. Ao longo dos 4 anos de trabalho com o RDA, baseado na experiência no uso da ferramenta e noamadurecimento da equipe de catalogadores, se observou a necessidade de alterar critérios definidos no início do processo de implantação do RDA, registrados em políticas e manuais do Setor de Tratamento da Informação. A descrição dos registros bibliográficos está mantida desde a implantação, sendo alterada a política de controle de autoridades.

O artigo completo está disponível em: https://revistaacb.emnuvens.com.br/racb/article/view/1719

Dia 18/12, às 18h, Clarissa Selbach, uma das autoras do relato de experiência, participará da live Implementação do RDA na Biblioteca da PUCRS, no canal WebConCiB no YouTube.


Receba os novos posts por e-mail

Palestras online do SophiA Biblioteca: o RDA para a descrição de teses e dissertações

Na terça-feira, 08/12, às 10h, a bibliotecária e Gestora da Informação dos softwares SophiA Acervo e SophiA Biblioteca, Liliana Giusti Serra, comanda mais um encontro online sobre RDA. A 8ª palestra acontece no canal do SophiA no YouTube e irá abordar o uso da catalogação RDA para a descrição de teses e dissertações. As inscrições são gratuitas!

Inscrições: https://www.sophia.com.br/blog/sophia-promove-9o-encontro-online-sobre-catalogacao-rda

Acompanhe as demais palestras no canal do SophiA no YouTube.


Receba os novos posts por e-mail

Livro Catalogação: dos Princípios e Teorias ao RDA e IFLA LRM

Neste mês foi publicado pela Editora UFPB o livro Catalogação: dos Princípios e Teorias ao RDA e IFLA LRM, de autoria de Raildo de Sousa Machado (Universidade Federal do Amapá) e Zaira Regina Zafalon (Universidade Federal de São Carlos). Publicada em formato digital e disponível gratuitamente, essa obra apresenta:

Uma abordagem teórica de importância prática para bibliotecários catalogadores e estudantes de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Com destaque ao Resourse Description and Access (RDA), um padrão de internacional de catalogação, a obra contempla ainda os teóricos e suas que construíram e funamentaram a historia da catalogação descrtivas moderna, relaconando tais teorias ao RDA.

Sumário:

Apresentação
1 Isto não é uma introdução
2 A catalogação descritiva e seus teóricos
2.1 Antonio Panizzi (1797-1879)
2.2 Charles Coffin Jewett (1816-1868)
2.3 Charles Ammi Cutter (1837-1903)
2.4 Shiyali Ramamrita Ranganathan (1892-1972)
2.5 Seymour Lubetzky (1898-2003)
3 Princípios Internacionais de Catalogação
4 Os instrumentos de catalogação
4.1 Códigos de catalogação
4.2 Código de catalogação anglo-americano (AACR, AACR2 e AACR2r)
4.3 International Standard Bibliographic Description (ISBD)
5 Os modelos conceituais do universo bibliográfico
5.1 Functional Requirements for Bibliographic Records (FRBR)
5.2 Functional Requirements for Authority Data (FRAD)
5.3 Functional Requirements for Subject Authority Data (FRSAD)
6 Um novo código de catalogação
7 Era uma vez um código internacional de catalogação
8 A proposta do Resource Description and Access (RDA)
9 Durante o RDA, o IFLA LRM! Um novo modelo conceitual
10 Isto não é um desfecho
Notas de fim

O livro está disponível para download no site da Editora UFPB.


Receba os novos posts por e-mail