Aspectos semióticos na criação de registros bibliográficos

Tratamento descritivo e temático da informação: recomendações para estudos sobre aspectos semióticos na criação de registros bibliográficos
Foi publicado no volume 11, número 1 da Revista Ibero-americana de Ciência da Informação (RICI) o artigo Tratamento descritivo e temático da informação: recomendações para estudos sobre aspectos semióticos na criação de registros bibliográficos, de autoria de Daniela Majorie Akama dos Reis, Mariângela Spotti Lopes Fujita, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos e Zaira Regina Zafalon.
A criação de registros bibliográficos é um processo fundamental em bibliotecas, pois assim os profissionais da informação proporcionam o acesso aos documentos de um acervo por meio de um catálogo. A análise de domínio e dos aspectos semióticos são aspectos importantes a serem considerados durante a leitura documentária. Esta pesquisa apresenta caminhos diferenciados para o estudo da catalogação de forma e de assunto sob um viés semiótico. A catalogação de forma e de assunto exigem o contato com o documento, o que requer processos interpretativos complexos por parte dos profissionais. São exibidas duas pesquisas sobre a catalogação com diferentes enfoques teóricos sobre a semiótica. Os modelos apresentados ilustram a relação do tema com o tratamento da informação. Ao considerar os aspectos apresentados neste estudo teórico é possível categorizar como o profissional se comporta em contato com os documentos.

Receba os novos posts por e-mail

Autor: Fabrício Assumpção

Bacharel em Biblioteconomia. Doutorando em Ciência da Informação na UNESP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *